terça-feira, 17 de agosto de 2010

Citizen Kane (1941)

 

citizen-kane-poster-c10047715

Citizen Kane – O Mundo a Seus Pés

Por muitos apelidado como o melhor filme de sempre, Citizen Kane relata-nos a história do magnata Charles Foster Kane desde a sua infância até à sua morte, através de entrevistas e relatos de pessoas relacionadas com Kane de forma a desvendar o mistério por detrás da sua última palavra pronunciada enquanto vivo – Rosebud.

O Mundo a seus pés, vencedor do Óscar de Melhor Argumento Original recai sobre as duas melhores características do filme – O genial e complexo argumento escrito por Herman J. Mankiewicz e Orson Welles e, por sua vez, o esforçado empenho de Welles visto ter escrito, produzido, interpretado e dirigido por este mesmo.

Citizen Kane também recai no simbolismo perante aquela época e perante a personagem principal – Os amores e desamores, o poder, o dinheiro, a imprensa americana e a constante procura de amor e fuga da solidão. Afinal, todo o filme é um registo completo e sublime de uma época e sentimentos e da procura do amor e fuga de solidão pois por mais poder ou fortuna que tenhamos ou percamos, todos nós recaímos sobre isto mesmo.

Sucintamente, sem ser o melhor filme de sempre, Citizen Kane é mesmo um retrato fidedigno de uma sociedade e de trabalho esforçado mas faltava algo mais para atingir a sua reputação perante a crítica.

citizen_kane

12 comentários:

diogo disse...

este filme faz me sentir um verme

kdsçf~ksdfs tenho uma data de criticas em atraso, não sei se estou a ser maçador ao pedir-te um feedback de vez enquando, não há meio de me conseguir introduzir nesta comunidade de blogers

http://segundoestendal.blogs.sapo.pt/

Roberto F. A. Simões disse...

Hmmm... Eu adoro este filme. Era assim a modos que a nota máxima! ;)
Se há filmes incontornáveis para a Arte e para a História do Cinema, O Mundo a Seus Pés é sem dúvida um deles. 5/5

Cumps.
Roberto Simões
» CINEROAD - A Estrada do Cinema «

thicarvalho disse...

Considero este um dos grandes trabalhos da história do cinema. É grandioso, narrativamente é inovador, tem ótimas interpretações. Enfim, tudo o que um bom filme deve ter. Um trabalho brilhante de Orson Wells. Um dos maiores filmes em PB. Grande abraço.

Dora disse...

Arrisco-me a dizer que sou a única cinféfila que nunca viu este filme e que não faz tenções de o ver.

Nekas disse...

Diogo, lá passarei pelo teu blog.

Roberto, talvez se rever o acha. Por enquanto, devido ao seu hype não correspondeu às expectativas. Eu li a tua crítica e não sabia que tinhas gostado tanto.

thicarvalho, é um filme extraordinário, de facto. Tem um argumento deveras elaborado e interpretações de louvar mas acho que falta uma coisinha para ser apelidado de "o melhor filme de sempre".

Dora, também só o vi há pouco tempo e, pelo que acho, não parece o teu género.

Abraços

Loot disse...

Talvez o filme que mais sofre de spoilers, há inúmeras piadas onde referem o que é Rosebud até há um blog cujo nome é "Rosebud é um..." lol

Ainda bem que o vi antes de saber isso :)

Ando com uma grande vontade de o rever

Dora disse...

Não, não é. :-)

Nekas disse...

Loot, a única coisa que sabia de spoilers do filme era o nome do castelo por causa daquele assassino e lunático que tanto deu que falar nos meios de comunicação.

Abraços

DiogoF. disse...

Boa crítica, sintética. No entanto, gostei do filme bem mais do que tu, sinto-me mais efusivo em relação ao mesmo. É dos meus favoritos.

Abraço.

Nekas disse...

DiogoF., obrigado. Eu gostei mas nao adorei talvez pelo facto que referi anteriormente - Expectativas.

Abraço

ArmPauloFerreira disse...

É um dos meus filmes favoritos de sempre, a par de "Vertigo" do outro mestre. Rosebud... rosebud...

Nekas, tens de tentar apreciar o filme também pela ousadia que ele representou no ano em que estreou, não tendo refer~encias de outros filmes como acontece nos dias de hoje. Orson Wells estava a desbravar terreno novo na maneira como conta e fez o filme. É de génio mesmo.

Além de "Citizen Kane", cujo DVD abrilhanta a minha curta estante de filmes, adorei imenso o filme que ele fez a seguir o "The Magnificient Ambersons" (puxa... até me espanto comigo mesmo, pois escrevi direitinho o título do filme e fui confirmar no IMDb... e até hoje só o vi duas vezes na RTP2 e há muitos anos). É uma fascinante história sobre a ascenção e queda de uma familia a todos os níveis.

Nekas disse...

ArmPauloFerreira, o que me impediu de ver ainda melhor Citizen Kane não foi pelas razões que evidenciais mas pelo hype gerado em redor do filme e que, penso eu, não corresponde ao verdadeiro valor do filme.
Quanto a Vertigo, vou ver. Adoro Hitchcock e graças ao seu ciclo de que é transmitido na Sic Radical tenho aproveitado para ver as suas obras.

Abraço