quinta-feira, 17 de junho de 2010

- Já vi: Eastern Promises (2007)

1Sheet_Master.qxd

Eastern Promises – Promessas Perigosas

Eastern Promises é um filme que explora o cerne de uma família russa e dos seus feitos (ou pecados). De outro lado, uma parteira (Naomi Watts, num registo coeso) fica a cargo de descobrir o que aconteceu a uma rapariga. Este último evento vai desbravar os terrenos da família russa ao mesmo tempo que Nikolai (Viggo Mortensen), o motorista, ascende nessa mesma família e lutará por justiça mas nunca demonstrando o seu passado obscuro mesmo que para o preservar tenha de fazer coisas terríveis.

 

David Cronenberg filma um ambiente escuro e cinzento das ruas de Londres, palco desta história. O realizador, dá uso à sua imaginação e através de um argumento bem escrito e complexo, interpretações sólidas (com óbvio destaque para o sublime Viggo Mortensen) e com uma abordagem crua e nua, violenta e pouco poética com poucos recursos a cores ou até mesmo à banda sonora, Promessas Perigosas faz jus ao género thriller e arrecada, com dignidade, um destaque nesse mesmo âmbito.

 

eastern-promises

13 comentários:

Bruno Duarte disse...

Comprei-o com o DN mas ainda não o vi. Quando o vir venho cá fazer um comentário :)

Abraço.
http://vidadosmeusfilmes.blogspot.com/

Loot disse...

Grande Filme, grande Cronemberg.

Mesmo numa nova fase Cronemberg continua a dar cartas é um mestre e este continua a ser o meu papel preferido de Viggo que juntos se tornem mais uma dupla de sucesso há semelhanca de Scorsese e de Niro.

Jackie Brown disse...

Acho sinceramente que merecia um pouco mais, e uma crítica menos mini ;)

Mortensen é fabuloso.

Abraço

Roberto F. A. Simões disse...

Filme magistral. A cena da sauna é estupenda. Grandes desempenhos de Mortensen e de Mueller-Stah.

5*

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Miguel Pinto disse...

O Filme é muito bom... Adorei.. Cronenberg, após Uma História de Violência, realiza um filme sobre a máfia que podia ter o mesmo título do filme anterior..

A curta metragem Arena não tive a oportunidade de ver, achas que também irá ter lançamento em DVD?


Agradecia uma resposta e parabéns pelo blog... Está um espectáculo.. A crítica está muito bem escrita..

Mais uma pergunta: Qualquer pessoa pode ir ao fantasporto? Paga-se? É que eu gostava de ir para o ano que vêm, mas não sei nada acerca do assunto...

Parabéns pelo blog, que é, a par do cinematograficamente falando, o meu blog favorito. Tem críticas boas, e até as tuas personagens "eternizada"(que são interessantíssimas). Continua com o bom trabalho..

Passa pelo meu blog (que ainda só tem 3 dias de vida) e comenta, se faz favor:

http://blogdocinefilo.blogs.sapo.pt/

Abraço e continua com o bom trabalho

Nekas disse...

Bruno, vê, vale a pena.

Loot, vi aqui e já ouvi falar de History of Violence e parece-me que esta dupla ainda tem muito que falar.

Rui, eu fiquei pelos 8 mas acho que é uma pontuação mais que decente. O filme funciona perfeitamente como thriller.
Quanto ao tamanho, é consoante o tempo(e disposição):)


Roberto, não o acho tanto como dizes mas é mesmo muito bom. Os desempenhos dos dois russos principais (pai e filho) e Viggo são deveras impressionantes.


Miguel, antes de mais, muito obrigado. É por pessoas como tu que o meu trabalho se revela merecido e ambicioso no que toca a progressão.

Quanto ao filme, é mesmo muito bom e conto um dia ver History of Violence.

Quanto às outras perguntas, em relação a Arena, também gostaria de ver mas se for lançada em DVD (o que acho improvável) será no conteúdo extra de algum filme ou assim.

Depois, qualquer pessoa pode ir ao Fantas. É óbvio. A quantia que se paga é deveras humilde face ao conteúdo do festival. Os preços rondam os 5€, mais ou menos.

Abraço e felicitações para o teu blog.

Dora disse...

Tenho-o aqui há meses e ando sempre a adiar. A ver se é desta.

Nekas disse...

Dora, vê e depois diz-me alguma coisa.

Abraço

Dora disse...

Ponho ali no blog e depois vês logo. Obrigada :-)

thicarvalho disse...

Já vi os dois filmes desta parceria e os dois são ótimos. Marcas da Violência é um excelente filme, mas ainda prefiro Os Senhores do Crime. Ótima trama, excelente desenvolvimento, e acima de tudo, um elenco estupendo. Realmente, a cena da sauna é brilhante, assim como o desfecho do longa. Uma bela obra, apesar da violência, que por sinal, é uma das caracteristicas do diretor. Abraços Bruno e valeu pelasa visitas no Cinemaniac.

Vistem

www.cinemaniac2008.blogspot.com

Nekas disse...

Dora, combinado!

thicarvalho, não posso falar muito de Uma História de Violência mas posso dizer que, em relação a este, concordo com tudo.
Essas visitas ainda vão continuar.

Abraços

Tiago Britto disse...

Gostei muito deste filme...estou aguardando uma critica sobre o filme de michael cera...vai fazer?

Nekas disse...

Tiago, vou fazer.

Abraço