segunda-feira, 19 de abril de 2010

- The Messenger (2009)

the-messenger-movie-poster-woody-harrelson

The Messenger – O Mensageiro

Há muitos filmes de guerra. E, aliás, existem bons filmes da guerra. Um desses casos é o grande vencedor do Óscar deste ano, The Hurt Locker (crítica aqui). Mas enquanto todos filmaram a frente da batalha, The Messenger preocupou-se com as baixas da batalha. É assim que começa a história d’O Mensageiro onde um soldado que ficou incapacitado por uns tempos devido a um tiroteio na guerra, Will (Ben Foster), junta-se a Stone (Woody Harrelson) um coronel que nunca foi à guerra mas que é extremamente rígido. Juntos, irão notificar os entes queridos das pessoas que perdem a sua vida em batalha ou, pelo menos, em serviço pelo exército.

 

The Messenger não é um filme notável, tecnicamente. É na temática humana que se sobressai e para isso tem a ajuda de Foster e Harrelson, até porque este último quando não desaparece, carrega o filme às costas com uma banda sonora apetecível.

Assim, como descrevi anteriormente, é na temática humana e nas interpretações que o filme se faz sentir. No entanto, é a câmara, que mais parece um amador que anda às escondidas a tentar filmar os protagonistas, onde se nota o maior fracasso.

Agora, a temática humana é formidável. Por momentos, conseguimos mesmo sentir aquela dor e pressão que aquelas pessoas sentem naqueles momentos mas, o argumento, perde-se um pouco e não aprofunda como deve ser. Enfim, The Messenger não é um mau filme mas também não é um excelente filme pois não explorou da forma exacta o seu potencial…

the-messenger

2 comentários:

thicarvalho disse...

Curioso Nekas que num mesmo ano, tivessemos doisa filmes sobre guerras diferentes da grande maioria. Não vi Os Mensageiros, mas como vc bem disse, é um trabalho diferente da grande maioria. Assim como The Hurt Locker, que tb mostra um ponto de vista, talvez nunca antes abordado. Quero vê-lo, principalmente pelo elenco, que conta com dois atores q curto muito. Abraços.

Visitem

www.cinemaniac2008.blogspot.com

Nekas disse...

thicarvalho, ainda mais que O Estado de Guerra, O mensageiro ainda mostra uma face mais oculta da guerra. Vê, vale a pena...

Abraço