sábado, 10 de abril de 2010

- “O” Filme

 

A seguinte crítica pode conter spoilers.

donnie_darko_ver1

Donnie Darko

Há tempos que ouvia falar deste filme. Vi várias críticas mas nunca as li. Vi pontuações parecidas e nunca questionei. No outro dia estava em casa e pensei “E que tal ver o Donnie Darko?”, estava eu a ver um vídeo no youtube a dizer quala única razão para ver S.Darko, a continuação de Donnie Darko, e essa razão era uma cabeçada que um actor dá a outro. Então, decidi ver o Donnie Darko. E não é que em dois dias vi-o duas vezes e nem posso dizer que ele é perfeito, não posso dizer que é sublime, por mais que tente, palavras são insuficientes para descrever esta espantosa fita escrita e realizada por Richard Kelly em 2001.

A história, acompanha um rapaz paranóico, Donnie Darko (Jake Gyllenhaal), que acompanha uma data decrescente até ao fim do mundo. Mas tudo muda quando Donnie sai do quarto na noite que um turbina de um avião, que se desconhece paradeiro, cai no seu quarto. Agora, Donnie terá a oportunidade de viver esse tempo descrescente mas a cada momento se torna mais inquieto e torna-se um delinquente mais provocador.

Donnie Darko não é um filme que agradará a todo, aliás, quem não se render por completo a este filme e acompanhar o seu longo processo nunca o irá perceber. Irão perder uma obra-prima. Uma obra que tudo é perfeito.

A realização de Richard Kelly é sublime, perfeita! Os slow motions e os fast forwards extremamente adequados e relevantes, os movimentos da câmara são emotivos e magistrais.

O argumento, ai o argumento, mas que argumento! É indescritível a forma como Kelly com a sua escrita nos leva a viajar por espaços e tempos nunca antes trespassados por outro realizador.

 

A sonoplastia é excepcional, cada frame é abraçado por um som magistral que é excepcionalmente manobrado pela câmara que nos conduz, quase sempre, a Jake Gyllenhall, sim, Jake é one man show e apresenta-nos uma interpretação tão credível e perfeita que nos põe a pensar que ele foi sempre aquele rapaz com “problemas emocionais”.

O resto do elenco não se apresenta nada mal, Jena Malone está muito bem e Maggie Gyllenhall, irmã de Jake, apresenta uma química excepcional com o seu irmão, Donnie.

Mas Donnie Darko é mais que um filme de viagens de tempo ou de turbinas que entram em portais e viajam para outro ano. Donnie Darko também é uma crítica à sociedade americana dos finais dos anos 80. A sociedade expulsa a crueldade do mundo, afasta a veracidade do mundo que os espera lá fora, perfeito exemplo é a tentativa de retirarem o livro de Greene onde vários jovens cometiam delitos por ironia, com a tentativa de “abanar o mundo”. Mas tudo isto é escondido dos jovens, aqueles que estarão na frente da sociedade daqui uns anos iriam completamente desprotegidos para um mundo cruel e injusto mas tudo era abafado pelas escolas.

Outro dos assuntos é o constante medo que as pessoas viviam, o medo de perderem o seu trabalho por causa de dizerem verdades mas que estas eram contra os valores escolares. O mundo em 1988, especialmente nos EUA, era um país que se escondiam verdades. Donnie Darko surge acima dessas leis, um rapaz inteligente que se depara perante um mundo burro e quase analfabeto, assim, a inteligência começa a valer menos que a beleza e assim se formam sociedades consumistas e pessoas inteligentes, como Donnie, são vistos como estranhos que precisam de andar em psicócologos, era encarado como um problema dos outros.

Depois, temos aquelas pessoas tradicionais, aliás, a ignorância dos professores é tanto que dividem a vida entre dois sentimentos – Amor e Medo. (Como se a vida se resumisse a tão pouco!), e temos aqueles pessoas que fazem a burla com os constantes vídeos de ajuda “Cumpre e ajude-se”, (Como se isso fosse possível!) e, novamente, temos o aluno que questiona o mundo, questiona a vida mas, principalmente, critica a sociedade, uma sociedade ignorante que vive sob constante medo e censura.

 

Assim, chego ao fim da crítica que mais me demorou a ser escrita e pensada, o filme que em dois dias vi-o duas vezes e há 1 minuto atrás estava, novamente, a ver o esplendoroso início da obra da minha vida e, por mais que tente, as palavras são pobres para descrever Donnie Darko e a experiência que vivi na sua visualização! Ah, e não é nada mais que o filme da minha vida….

A Frase: São tantas, eu deixo algumas mas que não fazem justiça ao filme

“- How can you do that? 
-  I can do anything I want. And so can you.”

“Do you want your sister to lose weight? Tell her to get off the couch, stop eating twinkies and maybe go out for field hockey. You know what? No one ever knows what they want to be when they grow up. You know it takes a little, little while to find that out, right, Jim? And you... yeah, you. Sick of some jerk shoving your head down the toilet? Well, you know what? Maybe... you should lift some weights, or uh, take a karate lesson and the next time he's tries to do it, you kick him in the balls.”

“You are a fear prisoner. Yes, you are a product of fear.”

“- My mom had to get a restraining order against my stepdad. He has emotional problems. 
- Oh, I have those too! What kind of emotional problems does your dad have?
- He stabbed my mom four times in the chest.”

“-Why do you wear that stupid bunny suit? 
- Why are you wearing that stupid man suit?”

“28 days... 6 hours... 42 minutes... 12 seconds. That... is when the world... will end.”

donnie-darko-8

26 comentários:

Roberto F. A. Simões disse...

É, de facto, uma obra-prima. E também para mim, um dos filmes maiores da minha vida.

Genial. 5/5

Cumps.
Roberto Simões
» CINEROAD - A Estrada do Cinema «

Jackie Brown disse...

Estou a ver que foi amor à primeira vista xD

Isso aconteceu-me com Efeito Borboleta (semelhante a este, já viste?).
Já com Donnie Darko, fiquei com demasiadas questões na cabeça para ter uma opinião formada.

Chegaste a perceber toda a história à primeira?

Abraço!

João Gonçalves disse...

Já gostei mais deste Donnie Darko. è um filme muito bom e Richard Kelly acertou à primeira, o que veio a seguir é que foi o fim do mundo de tão maus que são.

Spoiler
Penso no filme mais como o sacrifício do personagem principal. Depois de ter passado por tudo e de ter influenciado tanto a vida das pessoas que o rodeiam arranjou forma de viajar no tempo. Alterou o seu destino morrendo naquele quarto após queda do projéctil.

Nekas disse...

Roberto, para mim é o filme da minha vida!
Perfeito!

Rui, então eu claro que vi o Efeito Borboleta!(Até está num post teu dos guilty pleasures).

Percebi à primeira mas, acredita, à segunda tudo parece (ainda) melhor!

João, eu acho Donnie Darko perfeito!
Quanto ao spoiler, eu penso que o coelho significava a morte e Donnie quis ter mais tempo de vida, quando o coelho disse que o mundo acabava queria dizer que o mundo de Donnie acabava!

Abraços

AlexSupertramp disse...

É sem dúvida um grande filme. Fantástico do princípio ao fim.

Nas quotes só te faltou meter o longo diálogo sobre os Estrunfes! :D

Abraço

Marcelo Pereira disse...

Foi um dos filmes que me despertou para o cinema. Já o vi à mais de três anos, e não me canso de o rever. Ah, e este Donnie Darko em nada se equipara aquela anedota que é O Efeito Borboleta.

Abraço

Nekas disse...

Alex, eu também pensei em pôr essa, era óbvio que iriam faltar-me frases...

Marcelo, eu gosto d'O Efeito Borboleta, mas, indubitavelmente, é inferior a Donnie Darko, aliás, para mim, não há filme superior a Donnie Darko...

Abraços

Neuroticon disse...

Como diz o Marcelo, The Butterfly Effect é uma anedota!
E faço uma comparação que em nada belisca Donnie Darko, mas é quase como comparar Richard Kelly com um David Fincher por exemplo! :)

CINE31 disse...

Sem dúvida, também um dos filmes da minha vida. Fiquei fascinado com a primeira visualização, mas foram precisas mais para assimilar tudo (tudo ainda não, nem hoje!), tudo de alta qualidade, argumento, efeitos, edição, som e música e claro excelentes interpretações :-)

Nekas disse...

Neuroticon, eu não acho The Butterfly Effect uma nódoa...
Eu acho que prefiro David Fincher mas Richar Kelly neste filme está perfeito, nem Fincher conseguia melhor!


Cine31, tudo é espantoso! Eu também ainda não sei tudo, mas saberei, já o vi várias vezes, vamos lá ver...

Abraços

Kamila disse...

Todo mundo AMA este filme, mas eu confesso que não consigo achar nada demais nele.

Hugo disse...

Belo texto, sem dúvida uma obra sensacional e totalmente diferente.
Merece ser assistido várias vezes.

Um detalhe, é inacreditável como diretor Richard Kelly fez posteriormente o péssimo "Southland Tales".

Abraço

Nekas disse...

Kamila, eu acho perfeito!

Bem-vinda...

Hugo, eu só conheço este filme da sua filmografia e, para mim, chega!

Obrigado :)

Abraços

Luiz Henrique disse...

Não tem muito o que dizer sobre Donnie Darko, a não ser que é um filme brilhante, seus realizadores foram muito felizes em fazer uma obra tão intensa como essa. Jake está sensacional! Um abraço!

Leca disse...

Ainda não assisti a essa obra prima...vai pra lista...
obrigada
beijos
Leca

Nekas disse...

Luiz, é uma obra onde tudo funciona em perfeita sincronia...

Leca, tens de ver!

Abraços

Jackie Brown disse...

Enquanto que o Donnie Darko foi capaz de reunir consenso, o Efeito Borboleta não.
Uns adoram-no, outros não. Pessoalmente, acho-o uma obra-prima e, devido à temática em si, muitíssimo semelhante a este Donnie Darko.

Uma anedota não será de certeza, muito pelo contrário é um dos filmes mais subvalorizados dos últimos anos.

E Bruno, LOL tens razão. Esquecime-me completamente que o tinhas posto lá na lista.
Este Donnie Darko, tem urgentemente de o rever

Abraço!

Nekas disse...

Rui, eu acho o Efeito Borboleta um filme muito incompreendido mas acho isso um elogio ao filme, este não é suposto agradar a todos o que torna um filme que suscita debates e diferentes opiniões...

Donnie Darko com revisões ainda fica melhor!

Abraço

ArmPauloFerreira disse...

O Efeito Borboleta é um filme porreiro e também bastante intrigante mas que se encerra nele mesmo o desenlace de todas as variantes que se sucedem.

O "Donnie Darko", esse sim é ainda mais intrigante e menos linear no argumento, que por ser tão elíptico (e inteligente) nos remete a várias conclusões e respostas (até das rebuscadas)... todas elas alimentadas com novas questões!
A mais saliente acaba por ser como compreender o porquê da história elíptica do filme e de Donnie Darko, perante as informações que o estranho Frank lhe revela e provam mesmo estar relacionadas com a vida de Darko. É por aí que a história e o seu desfecho torna tudo invulgar, ao ponto de parecer que o fim é o inicio, de tal forma como se este fosse um segredo que apenas o sabe quem vê este filme (além de Darko só nós sabemos e ouvimos o coelho), como se nunca nada disto tivesse se acontecido e nem sequer as personagens alguma vez o soubessem. Mais grave ainda passa por entender que os acontecimentos são inevitáveis.

"Donnie Darko" é um filme de culto, imaculado de originalidade e conceitos. Brilhante e intrigante!

Obs: a versão Director Cut (2004), não é tão interessante como a original, de 2001 que mostrava/explicava menos e fazia pensar mais que a Director's. facilmente os distingo por no original tocar no inicio a canção "The Killing Moon" (tenho-a para lá no blogue até)

Cinedupla: Donnie Darko + S. Darko
é o artigo onde fiz a minha apreciação aos dois filmes da saga Darko. O segundo foi abusar da boa fé em crer que ainda poderia sair dali algo...

Nekas disse...

ArmPauloFerreira, o Efeito Borboleta e Donnie Darko são obas independentes, no entanto, é quase impossível ver um e não se lembrar do outro. Por acaso (ou não), eu adoro os dois mas é óbvio que Donnie Darko é muito mais superior, aliás, o Efeito Borboleta embrulha-se um pouco no argumento enquanto Donnie Darko tem um dos melhores argumerntos que já vi e leva a múltiplas respostas a várias pessoas, ou seja, cada um de nós pode ter um conclusão diferente do filme e isso só o torna mais espectacular!

Eu até queria ver a Director's Cut!


Abraço

P.S.- Obrigado por teres dito o nome da música, eu adoro-a!

Neuroticon disse...

Não vejas o Director's Cut, vê a versão original repetidamente que vale bem mais :D

O Butterfly Effect, acho-o sobrevalorizado, não tem consistência nenhuma, é apenas um filme de adolescentes com uma temática diferente!
Donnie Darko é um filme sublime!
S. Darko é ridiculo e não deveria existir.

Nekas, quando comparei os realizadores comparei a sua obra completa. Fincher tem uma boa obra (poderia ser outro) cinematografica, ao invés de Kelly que fez uma obra-prima mas não deve saber muito bem como, uma vez que a partir daí só tem maus filmes.
:)

Nekas disse...

Neuroticon, eu já ouvi dizer para me manter longe da Director's Cut e sim, vou ver Donnie Darko muitas vezes ao longo da minha vida!

Eu não acho Efeito Borboleta mau, mas são opiniões.

Em relação ao realizador, compreendo. Em questões de filmografia, David Fincher é muito melhor e dos meus preferidos enquanto de Kelly só vi este e, pelos vistos, é o único que vale a pena. Mas trocava Donnie Darko pela filmografia toda de Fincher!

Abraço

Saulo S. disse...

Um dos filmes da minha vida também é incrível como esse filme nos faz refletir sobre certas coisas e o personagem é tão denso, tão humano que qualquer um se identifica com ele!
Parabens pelo texto

abraço
volverumfilme.blogspot.com

Nekas disse...

Saulo, é perfeito!
Obrigado.

Abraço

Anónimo disse...

alguem por favor pelo amor de deus sabe que site eu posso assisti donnie darko para um trabalho de filosofia nao quero dowloud só quero assistir online Pode escrever como comentario.Muito obrigada valeu

[ZMTV] Gustavo Padilha disse...

Síntese e análise da física do tempo utilizada no filme:
http://lounge.obviousmag.org/fabulas_do_mundo_esquecido/2014/06/a-fisica-e-os-misterios-por-tras-de-donnie-darko-uma-sintese-das-transmissoes-do-cinema.html