terça-feira, 26 de janeiro de 2010

- "Amizades Fermentadas...Expressões Eloquentes": Sherlock Holmes


Sherlock Holmes

O detective Sherlock Holmes e o seu leal parceiro Watson encontram o seu último desafio. Revelando habilidades de luta tão letais quanto o seu lendário intelecto, Holmes vai lutar como nunca para derrubar um novo inimigo, Blackwood, e desvendar uma conspiração mortal que pode destruir o país.

Texto: Cinema Ptgate


E com o novo Sherlock Holmes inicio uma iniciativa conjunta com a minha melhor amiga, Carlinha, responsável pelo ainda muito novo blog Sweet Summer.
Embora com menos tempo, mais coisas virão, ou pelo menos, mais esforço farei para virem mais coisas.
Com o teste intermédio de matemática à porta, decidimos visionar o novo Sherlock Holmes.


Um novo Sherlock Holmes fora do seu esterótipo, digo estereótipo pois como os livros de Sir Doyle indicam, Holmes é um amante de artes marciais, gadgets(ainda que antiquados agora) e do seu famoso cachimbo, mas o seu estereótipo tornou-o num homem meticuloso(embora sempre o fora), com um cachimbo na mão e com um sobretudo meio esverdeado e com um chapéu de duas palas. Não digo que este Sherlock Holmes(o de Guy Ritchie) seja melhor, mas claramente diferente.

 

Downey Jr. um dos mais carismáticos actores contemporâneos dá vida a este renovado Holmes mais divertido, lutador e desastroso.
Downey Jr. juntamente com Jude Law dão vida a Holmes e Watson, respectivamente, e fazem em conjunto uma das melhores químicas e trabalho de equipa do ano. Mas por si só não brilha. O ambiente de Londres está espectacularmente concebido e juntamente com a referida química dos protagonistas, formam o ponto alto do filme embora nenhuma das personagens brilhe por si só.



A fita peca na sua tentativa de imitar a acção padrão de Hollywood, sem dar asas nem focar demasiado o ser meticuloso de Holmes sem a sua extraordinária inteligência, estes pontos estão lá, mas não da forma correcto sendo que o espectador procura a acção e não as qualidades de Holmes. Obviamente não sou esse espectador, sou um espectador mais difícil e que procuro inteligência num filme. Sherlock Holmes é um produto que poderia ter brilhado mas não o fez.
O argumento é um pouco espalhado sendo que o entretenimento é a palavra chave.
Enfim, Sherlock Holmes é um produto que requer uma melhorada sequela embora este encha as medidas, Holmes precisa de voltar e mostrar-se muito melhor concluindo assim que Downey Jr. não merecia o Globo mas com certeza é uma personagem que torna-se vibrante num filme agradável em que, como já referi, a palavra chave é entretenimento.


Tagline: "Holmes, does your depravity know no bounds?" 







Crítica Sweet Summer



Numa nova abordagem ao mais famoso personagem de Arthur Conan Doyle, "Sherlock Holmes" (Robert Downey Jr.) o detective e o seu leal parceiro Watson (Jude Law), encontram o seu último desafio, envolvendo-se numa batalha contra o crime em Inglaterra.

Revelando habilidades de luta tão letais quanto o seu lendário intelecto, Holmes vai lutar como nunca para derrubar um novo inimigo, Lord Blackwood (Mark Strong), e desvendar uma conspiração mortl, com assassinatos violentos ligados a rituais, que pode destruir o país. 


Conta com personagens misteriosas e reveladoras como Irene Adler (Rachel McAdams) e Inspector Lestrade (Eddie Marsan). Direcção e Realização de Guy Ritchie. 
Num filme recheado de mistério, mentira, traição e conspiração, o bem prevalece uma vez mais. Apesar do retrato psicológico de Sherlock Holmes ter-se modificado radicalmente, alterando o génio intelectual para o detective sempre dependente do seu fiel Watson em todas as encruzilhadas da missão. 



Revela-se, na minha opinião, um filme razoavelmente bom, proporciona bons momentos de gargalhada, acção bem doseada e boas interpretações (principalmente da parte dos protagonistas), senhor de um argumento inesperado mas não forte conseguindo ser até um pouco enfadonho, peca apenas por alguns erros de montagem de cenas. Não é dos melhores que já visionei, mas contudo agradou-me.

Tagline: “Madame, I need you to remain calm and trust me, I’m a professional. Beneath this pillow lies the key to my release.”








4 comentários:

Jackie Brown disse...

Era o que mais esperava, até o ver...

Estava a achá-lo tão mau que o revi antes de o acabar xD

Abraço

Nekas disse...

Rui, eu lembro-me de ser o que mais ansiava...
Não é assim tão mau mas não iguala, já não falo em superar, as expectativas...

Abraço

Flávio Gonçalves disse...

[Olá Carlinha! ;)]

Eu não estou, sinceramente, minimamente interessado no filme. Pelo conceito em si vi já que destruiram o que é de original em S.H. e o americanizaram para vendas. É triste, muito triste.

Abraços!

Nekas disse...

Flávio, ela retribui :)

Quanto ao filme esse é o grande ponto em questão - hollywood com Sherlock Holmes.


Abraço