sexta-feira, 13 de novembro de 2009

Já vi - Moon

 Moon
O filme, como já escrevi aqui anteriormente, é realizado e escrito por Duncan Jones(filho do famoso David Bowie).
 A Terra descobriu um nova fonte de energia He3 e assim coube a Sam Bell estar numa estação instalada na Lua a fim de enviar o He3 para a Terra e fazer relatórios da situação actual na Lua.
Assim filme conta a história de Sam Bell(Sam Rockwell) que tem um contrato de 3 anos com a Lunar Industries ltd e que, falta apenas duas semanas para acabar o seu contrato e assim vai poder voltar à Terra para junto da sua mulher e da sua filha. Tudo aparentava ser assim tão fácil, mas, um pequeno acidente lunar fez com que Sam desmaia-se e apenas voltou a acordar na enfermaria da sua estação lunar que tem um robô que a par de Sam ajuda-o em tudo na estação esse robô é GERTY( Kevin Spacey dá a voz).Assim Sam ao acordar do seu acidente dá de caras com outro Sam Bell e depressa pensa que isso é fruto da sua imaginação, mas não.Então esses dois Sam Bell tentam descobrir uma verdade escondida por detrás da empresa que os contratou e, ao mesmo tempo esperam uma tripulação de uma nave a ELIZA que vem em ajuda de um Sam Bell(assim pensamos).
Neste filme concentra-se uma luta para conseguir voltar à Terra a fim de voltar a estar com a sua família, no entanto a história revela-se muito mais que isso e cria um manto de ilusões que com o decorrer do filme iremos perceber.
O filme está muito bem realizado e idealizado, com bons efeitos especiais embora esse não seja o ponto central do filme como é de muitos filmes de ficção-científica, aliás a fita resulta porque tenta coordenar os efeitos especiais para segundo plano e tentar mostrar uma história de sobrevivência e procura de verdade e aí é que resulta o grande fascínio deste filme que é o protagonista( Sam Rockwell) que tem nesta fita a interpretação da sua vida e, só por si consegue dar uma essência fantástica à fita.


Tagline:"The last place you'd ever expect to find yourself".





6 comentários:

Victor Afonso disse...

Não é filho de Stevie Wonder, mas sim de David Bowie!

Nekas disse...

Sim, peço desculpa pelo erro...

Flávio Gonçalves disse...

Um filme espectacular. Adorei, mesmo. Deixou-me com a sensação que o The Fountain me trouxe...

Nekas disse...

Flávio, este filme é realmente espectacular no entanto, na minha opinião, este é superior a The Fountain que não me agradou muito...

Abraço
http://nekascw.blogspot.com

AlexSupertramp disse...

Também gostei bastante deste filme. Esteve mesmo quase a entrar no meu top10 do ano mas ficou a porta. Como já disse, uma excelente interpretação de Sam Rockwell, a melhor interpretação do ano para mim.

Abraço

Nekas disse...

Alex, a interpretação de Rockwell valia-lhe, sem dúvida, o Óscar...

Um filme humano com vertente de sci-fi...

Abraço