sexta-feira, 18 de dezembro de 2009

Já vi - Cinema Paradiso (Cinema paraíso)


Cinema Paradiso

Nunca em tempo algum surgirá uma obra do e sobre o cinema tão bem caracterizada como esta o é.
Uma obra sublime dotada de um esplendor imenso e sonhador.
O fantástico fascínio de Toto pelo cinema irá surpreender tudo e todos e irá deixar-nos completamente "seduzidos" por esta fita.
A história divide-se em três estágios da vida - a infância, a juventudo e os tempos de adulto.
Em jovem, Toto, descobre a sua paixão pelo cinema e, oriundo de famílias pobres, gastava o seu dinheiro em idas ao cinema. Toto teve uma das maiores paixões do cinema e melhor representadas no grande ecrã. Assim, passado uns tempos consegue convencer Alfredo, que é o projeccionista do cinema Paradiso, a ser o seu assistente na projecção dos filmes.
Tempos passaram e, devido a uma das melhores cenas do filme(a projecção na parede da praça), a fita de nitrato(que é bastante inflamável) arde, o que leva o cinema às chamas e Alfredo não morre graças a Toto mas perde a sua visão, o que o deixa incapacitado de exercer a sua profissão.
Passaram-se tempos, o cinema foi remodelado, Toto tornou-se o projeccionista principal e passou assim os tempos, várias peripécias aconteceram pelo meio até que se apaixona por uma rapariga que o leva, afim de um tempo de namoro a distância sobrepôs-se a sua relação, Toto decide assim sair da terra natal e tentar vingar fora dessas fronteiras.
Agora, em adulto Toto é uma pessoa famosa e importante e assim recebe um telefonema acerca da morte do seu mentor - Alfredo. Toto volta assim à sua terra natal, à qual já não ia nem escrevia há anos, para acompanhar o funeral de Alfredo, visitar os seus entes-queridos e o Cinema Paradiso que está prestes a ser demolido.
O filme é bravo, é, como Toto disse, "Alfredo è bello"...
A obra, ou obra-prima pois o é sem dúvidas, dotada de um excelente argumento, uma óptima banda sonora, amores imperdíveis e especialmente uma perfeita nostalgia.
A nostalgia neste filme conseguiu apoderar-se em mim e eu vi-me um pouco como Toto...
Cinema é nostalgia for someone...
Sim, eu chorei.

Tagline:"A vida não é como no cinema... é bem pior".

 

14 comentários:

CINE31 disse...

Este filme tem um grande significado para mim. A primeira vez que o assisti, foi numa sessão de cinema ao ar livre organizada pelo Cineclube local, que no dia seguinte organizou um curso de projeccionista (em 35 e 16mm)em que participei e que depois de ver o filme ganhou outra dimensão. É decerto uma obra prima sobre o amor pelo cinema.

CINE31 disse...

Tenho em casa o DVD da versão mais longa, mas ainda não me atrevi a vê-lo, devido a algumas criticas que li na Net. Tenho receio de "estragar" a minha memória do filme :-(

Tiago Ramos disse...

Ainda não vi o filme, infelizmente. Todos dizem que é uma obra-prima! :)

Nekas disse...

Cine31, o filme é uma obra-prima...
Quanto à versão mais longa, dizem que ainda embeleza mais a obra...

Tiago Ramos, uma lacuna a preencher brevemente :)

Abraços

Ricardo Martins disse...

Não sei bem o porque mas esse título: Cinema Paradiso, já vi bastante esse ano! Nunca me interessei mas agora o acho interessante, quando puder darei uma olhada!

Adoro filmes emocionantes (Menina de Ouro, Peixe Grande...)

Abraço

Nekas disse...

Ricardo Martins, Cinema Paradiso é uma brilhante obra que é imperativo a sua visualização...

Também adoro o Grande Peixe...é um dos meus preferidos...

Abraço

Red Dust disse...

Um filme brilhante, com uma história tão luminosa quanto nostalgica. Fiquei encantado. Nota máxima, nem há lugar para milésimas... :)

Bom fim-de-semana!!!!!

Nekas disse...

Red Dust, a nostalgia é fabulosa...

Ai esta décima, não sei porquê :p

Abraço

Carlos disse...

É o meu filme favorito. Abraço.

Nekas disse...

Carlos, boa escolha.

Abraço

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

Extraordinário. Eu também verti umas quantas lágrimas. Seria impossível não o fazer. Afinal, aquele término de fita é assombroso.

Abraço

Nekas disse...

Filipe, sublinho-te...

Abraço

Roberto F. A. Simões disse...

Um dos melhores filmes de sempre e um dos mais marcantes da minha vida!

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Nekas disse...

Roberto, sublinho-te...

Abraço