quarta-feira, 30 de dezembro de 2009

Já vi - The Departed

The Departed

Visionei pela segunda vez a obra que deu, finalmente, o óscar Martin Scorsese.
Em Boston, existe uma luta entre a autoridade policial e o crime organizado. Assim surge Costigan (Leonardo DiCaprio)m um homem ao qual foi recusado a entrada na polícia mas conseguiu lugar como infiltrado no maior líder do crime organizado, Costello (Jack Nicholson). Mas Costello também possui a sua toupeira, Colin Sullivan (Matt Damon) que ingressará na polícia. Agora, existem duas topeiras nos lados opostos da lei e inicia-se uma investigação por ambas as partes a fim de descobrir a sua toupeira...

 


The Departed - Entre Inimigos é um thriller emocionante e com a grande mestria de Scorsese. As personagens estão muito bem interpretadas onde Martin Sheen e Mark Wahlberg também conseguem boas interpretações mas o grande destaque vai para um dos meus actores de eleição que se apresenta, uma vez mais, excelente - Nicholson.
A banda sonora cumpre o seu objectivo assim como a paisagem de Boston que está muito bem caracteriza, o ambiente do thriller é, por vezes(poucas), um bocado parado mas nunca perde a essência de um dos melhores thrillers da década sempre com o toque de Scorsese e com um dos melhores finais alguma vez vistos no cinema. 


Tagline:"The only one that can do what I do is me. Lot of people had to die for me to be me. You wanna be me?"

13 comentários:

Roberto F. A. Simões disse...

Sublime no 'storytelling' e brilhante nas interpretações, «The Departed - Entre Inimigos» é o perfeito exemplo de como é possível fazer entretenimento de excelência com profundo sentido estético, a partir de uma história policial que à partida muito teria de vulgar.

5*

Cumps.
Roberto Simões
CINEROAD - A Estrada do Cinema

Jackie Brown disse...

Não gostei nada deste...
Vale por Mark Whalbergh.

3.5*

Abraço

Tiago Ramos disse...

The Departed - Entre Inimigos é claramente cinema de Martin Scorsese. Não é o melhor dos seus trabalhos e peca devido à sua excessiva duração, mas é uma obra de talento inegável e que finalmente fez com que o cineasta fosse homenageado pela Academia. Foi um ajuste de contas para com alguém que estava a ser, obviamente, injustiçado. A paixão pelo Cinema efectivamente respira-se aqui.

Fifeco (Filipe Ferraz Coutinho) disse...

O filme é muito bom sem dúvida e Martin Scorses filma o gangterismo como muito poucos realizadores. Contudo, continuo a preferir a obra que serviu de base a The Departed. Falo de Infernal Affairs. Se tiveres oportunidade vê. Acredita que não te irás arrepender.

Abraço

Nekas disse...

Roberto, sim de facto o "Storytelling" e as interpretações estão excelentes onde até Wahlberg consegue uma boa interpretação.

Rui, todos temos direito à nossa opinião, contudo acertarste que até Wahlberg consegue um boa interpretação mas The Departed tem muito mais a oferecer...

Tiago, Sorcesse é um génio neste género e valeu-lhe o óscar embora já tivesse tido oportunidade noutras obras inigualáveis como Taxi Driver...
E não, não acho excessiva a sua duração...:p

Filipe, aceito a proposta, em relação ao filme este apresenta-se soberbo e com o toque de Scorsese torna-se brilhante...

Abraços e Bom Ano Novo

O Cara da Locadora disse...

Gostei tanto que vibrei ao ganhar o Oscar, rs...

Nekas disse...

O cara da Locadora, ainda bem, foi merecido...

Abraço

Red Dust disse...

Um bom filme, muito na linha do que Scorsese tem feito sobre os diversos 'ramos' dos gangsters. A juntar a isso há o facto de ter conseguido reunir um elenco de primeira. Tanto que até é difícil destacar o actor que mais brilhou.

Boas Festas para todos!!!!!

Nekas disse...

Red Dust, tens de facto, razão. Scorses é único neste género.
Quanto às interpretações, todas elas são muitas enquanto umas surpreendem e outras já estamos habituados mas, Nicholson é lenda e prova-o aqui...

Boas Festas!

Elusyn disse...

Quem amou o "Oirigal" como eu, vê este um bocado como banal, mas mesmo assim é um bom filme,bem longe da perfeição do Infernal Affairs, mas muito bom.

Nekas disse...

Elusy, já recebi o convite de ver o Infernal Affairs que me suscita algum interessa...

Abraço

ArmPauloFerreira disse...

Este filme é bom sim senhor... mas o original asiático é em tudo superior a este.
É uma bela duma trilogia.

Eu acho ainda perverso ver a Academia premiar este filme quando ele é: um remake na maior pura tradição do que se entende ser o estilo de importação de Hollywood. Em vez de colocarem legendas no original... fazem um remake à americana.
Desta vez o realizador até era de luxo...

Nekas disse...

ArmPauloFerreira, já ouvi falar muito bem de Infernal Affairs...

Quanto a este, acho interessante ter sido um remake de Scorses mas quanto ao filme não tenho muito mal a apontar até porque o acho um bom policial...

Abraço